Prefeitura de SP diz que desautorizou linha 282 porque ela não voltou a rodar

Prefeitura de SP diz que desautorizou linha 282 porque ela não voltou a rodar

Em mais um capitulo da novela “Linha 282”, nesta semana, surgiram novas informações sobre a situação da linha. Desta vez, a Prefeitura de São Paulo alegou que revogou de novo a autorização da linha porque ela não voltou a operar após nova autorização. A informação veio pela Secretaria de Mobilidade e Trânsito de São Paulo, após questionamento feito pelo portal “Linhas Metropolitanas”, por meio da lei de acesso à informação.

De acordo com a pasta, sob gestão do prefeito Ricardo Nunes, houve fiscalizações sobre o cumprimento da portaria que liberou a linha 282 (relembre clicando/tocando aqui). Nela, a pasta alega que a linha “nunca entrou em operação”. Além disso, ela diz que não havia “qualquer identificação do ponto” e da linha, e que “nenhum veículo veículo chegou operar na linha”. Concluindo, a secretaria disse que esta situação a levou a revogar a portaria de liberação da linha 282, o que ocorreu poucas semanas após esta liberação. A nova proibição ocorreu por meio da Portaria SMT/SETRAM 002/2022.

Após a liberação por parte da capital paulista, a EMTU não chegou a colocar a linha em operação novamente. Perguntada pelo portal Linhas Metropolitanas a respeito de uma data, a empresa se limitou a dizer que eram necessários “procedimentos operacionais” antes da operação. Além disso, ela informou que a linha não tinha um prazo para retornar.

A primeira revogação ocorreu em 2020, quando a Prefeitura de São Paulo proibiu diversas linhas da EMTU de entrarem na capital. De lá pra cá, houve protestos de autoridades e entidades ligadas à região Sudoeste, área onde a linha operava. O caso foi parar no Ministério Público, que abriu uma investigação na época. Ela se arrasta até hoje.

Prefeitura de Juquitiba diz que ainda tenta volta

Por outro lado, a Prefeitura de Juquitiba afirma que ainda negocia com a Prefeitura de São Paulo para tentar trazer a linha 282 de volta. Ambas as partes fizeram uma nova reunião na última terça (22), em São Paulo. Estiveram na reunião o prefeito de Juquitiba, Ayres Scorsatto, o Secretário de Gestão Pública, Junior Cesar e o Prefeito de São Lourenço da Serra, Felipe Seme Amed. Também participaram Fernando Maruyama representando a Secretaria de Transporte do Estado de São Paulo, o Secretário Executivo da FUMEFI, Vivaldo Filho e o Vereador de São Paulo Antônio Donato.

Ainda segundo a gestão Juquitibana, o secretário paulistano se comprometeu em verificar a revisão da atual decisão.


Já conhece todos os canais do portal Linhas Metropolitanas? Não? Sendo assim, saiba que nossa rede se estende pelo Facebook, Twitter, Instagram e YouTube! Então não perca tempo: Clique/toque aqui e siga-nos nas redes sociais!

Compartilhe esta notícia:
Allef

Allef

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.