Após enchentes em Mauá, prefeito diz ter cobrado verba do estado

Após enchentes em Mauá, prefeito diz ter cobrado verba do estado

Após diversas enchentes em Mauá, as quais ocorreram na última terça-feira, o prefeito Marcelo Oliveira disse ter cobrado mais verbas do estado. A fala veio depois que fortes chuvas atingiram a cidade durante a tarde. Segundo ele, as verbas seriam para ações de combate às enchentes.

De acordo com o prefeito, os principais destinos da verba seriam a ampliação do piscinão do Paço, na região central, e o aumento da vazão de água embaixo da ferrovia da CPTM. Ele diz ainda que apresenta projetos sobre o assunto à gestão estadual desde o início do seu mandato. “Encaminhei imagens da situação de nossa cidade direto ao Sec. de desenvolvimento regional Marco Vinholi, para reforçar a urgência da obra”, disse.

Por fim, ele pontuou que a prefeitura está reestruturando equipes da Defesa Civil que atuam na cidade. Segundo o prefeito, isso está ocorrendo por meio de equipamentos que auxiliam no planejamento de ações. Com isso, ele alegou reforçar os convênios com o governo do estado e governo federal. Dessa forma, a cidade trouxe novos aparelhos de medição das chuvas, por exemplo.

Duante o início da noite, ele visitou alguns dos locais mais afetados pelas chuvas, como a Vila Carlina.

Transtornos

De acordo com dados da Defesa Civil, choveu 82mm na última terça. O volume é 16% maior do que as chuvas registradas no dia 14. Nesta data, a cidade também enfrentou diversos transtornos durante a tarde, com diversos pontos de alagamento.

As chuvas e enchentes do último dia 28 causaram a paralisação do transporte público em Santo André e Mauá. Segundo a EMTU, por exemplo, linhas de trólebus do Corredor ABD ficaram paradas por cerca de 30 minutos em Santo André. A água invadiu ainda terminais de ônibus e estações da CPTM, causando cascatas e cabeças d’água.

O portal Linhas Metropolitanas apurou, por meio de monitoramento em tempo real, que ao menos outras oito linhas que operam em ambas as cidades sofreram prejuízos, como atrasos e paralisação.

Já conhece todos os canais do portal Linhas Metropolitanas? Não? Sendo assim, saiba que nossa rede se estende pelo Facebook, Twitter, Instagram e YouTube! Então não perca tempo: Clique/toque aqui e siga-nos nas redes sociais!

Compartilhe esta notícia:
Allef

Allef

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.