Linhas da EMTU operam com frota reduzida pelo segundo dia seguido

Linhas da EMTU operam com frota reduzida pelo segundo dia seguido

Parte das linhas da EMTU que operam na Região Metropolitana de São Paulo estão operando com frota reduzida pelo segundo dia consecutivo. Os motivos são os consequentes aumentos no preço do diesel, que vêm subindo constantemente desde o início do ano.

Mesmo que não autorizado pela EMTU, os cortes vêm refletindo na rotina dos passageiros desde segunda-feira. Nesta terça, por exemplo, os usuários relatam ônibus mais cheios em cidades como Embu das Artes, Guarulhos, Itapecerica da Serra, Taboão da Serra, Juquitiba, Osasco (área norte), Cajamar, Santana de Parnaíba e Arujá.

Os aumentos no preço do combustível tem causado uma crise no transporte intermunicipal. Isso porque, apesar de o preço do composto seguir subindo mês a mês, as tarifas das linhas da EMTU seguem as mesmas desde 2020. Além disso, a chegada da pandemia trouxe uma queda acentuada de passageiros. O número de pessoas transportadas ainda não atingiu os valores pré-pandemia mesmo com o avanço da vacinação. Por fim, diferente do transporte municipal de algumas cidades, as empresas que operam linhas da EMTU não contam com subsídio por parte do estado.

De acordo com o portal G1, o diesel já acumula uma alta de 47% nas refinarias da Petrobras apenas em 2022. O último aumento veio no dia 10 de maio, quando o preço subiu mais 8,7%. Em nota, a estatal afirmou que o aumento acompanha o movimento dos demais, fornecedores no Brasil. A alta do preço do diesel tem como bases a política de preços adotada pela Petrobrás desde 2016, que acompanha o mercado mundial, bem como as retomadas econômicas após o pico da pandemia e a guerra que ocorre no leste europeu (já que a Rússia é um dos principais fornecedores de petróleo).

Fique por dentro!

Já conhece todos os canais do portal Linhas Metropolitanas? Não? Então, saiba que nossa rede se estende pelo Facebook, Twitter, Instagram e YouTube! Clique/toque aqui e siga-nos nas redes sociais!

Compartilhe esta notícia:
Allef

Allef

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.