Santo André deve ter mais mulheres operando transporte público

Santo André deve ter mais mulheres operando transporte público

A cidade de Santo André, no ABC paulista, deve contar com mais mulheres a serviço do transporte público. Para isso, ela vai receber financiamento para o Programa de Mobilidade Urbana Sustentável (PMUS/SA) no qual, como contrapartida, um dos focos será capacitar mulheres que queiram atuar na área. Ela publicou a medida oficialmente neste sábado.

De acordo com a prefeitura, o PMUS contará com um aporte de 50 milhões de dólares. Destes, US$25 milhões virá por meio de financiamento do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Os recursos devem ser usados para melhorias no transporte em geral. Todavia, ao conseguir financiar uma parte pelo BID, a cidade assumiu o compromisso de alocar parte dos recursos para capacitar mulheres que queiram trabalhar com transporte.

Para isso, segundo a publicação, Santo André deverá, ao contratar empresa para tal fim, produzir cursos e treinar um público-alvo de 80 mulheres. Além disso, ela deve capacitar quem trabalha na secretaria de mobilidade e na SATrans, de forma que gere compreensão sobre as desigualdades de gênero. Sendo assim, ela precisa garantir a promoção de cursos, palestras e workshops, além de deixar disponível materiais para consulta.

A prefeitura já começou a chamar empresas interessadas em participar do projeto. A escolha se dará com base em critérios do próprio BID. Elas terão que provar que se encaixam nos quesitos do banco. Quem vencer deve prestar os serviços por oito meses.


Já conhece todos os canais do portal Linhas Metropolitanas? Não? Sendo assim, saiba que nossa rede se estende pelo Facebook, Twitter, Instagram e YouTube! Então não perca tempo: Clique/toque aqui e siga-nos nas redes sociais!

transporte público santo andré
Compartilhe esta notícia:
Allef

Allef

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.