Ônibus climatizados da Benfica BBTT rodarão com ar desligado nos próximos dias

Os ônibus intermunicipais operados pela Benfica BBTT, que contam com ar condicionado, irão operar com os equipamentos desligados. A informação foi divulgada oficialmente pela empresa na tarde desta segunda-feira (16) em suas redes sociais. A medida foi tomada como ação de prevenção à doença causada pelo novo coronavirus, a COVID-19.

Por tempo indeterminado, os ônibus comuns climatizados, utilizados em algumas de suas linhas intermunicipais, como a 345, 350 e 850, por exemplo, terão suas janelas destravadas, as quais deverão permanecer abertas. Além disso, nos veículos com vidros selados, como os que operam nos serviços de fretamento e em linhas municipais de Barueri, os filtros serão trocados a cada dois dias. Atualmente, a BBTT possui quinze ônibus com ar condicionado cadastrados junto à EMTU para o sistema regular.

Outras ações foram anunciadas pela companhia. Segundo ela, além da higienização por padrão nas garagens, os ônibus serão higienizados também em seus terminais. Já os colaboradores trabalharão em esquema de home office.

Governo do estado espera que medidas anunciadas sejam suficientes

Em coletiva de imprensa realizada também na tarde desta segunda, o governador de São Paulo, João Dória Jr., disse esperar que as medidas anunciadas até aqui sejam suficientes para conter o avanço da epidemia, sem necessitar, por enquanto, tomar medidas mais drásticas na área do transporte público. Em suas palavras, atitudes como determinar o fechamento de alguns espaços públicos, como museus e centros de atividades para idosos, bem como o controle de acesso em serviços públicos (por exemplo, o Poupatempo) devem acarretar em uma redução substancial na utilização do transporte público.

Passageiros já nos relataram que algumas linhas intermunicipais estão operando com demanda atípica, bem inferior a um dia útil.

Trecho da entrevista coletiva em que o governador de São Paulo, João Dória Jr., fala sobre o transporte público.
Compartilhe esta notícia:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.