EMTU habilita empresas para implantação de trecho do VLT


Foto: Divulgação/EMTU

A EMTU publicou nesta quinta-feira (05), no Diário Oficial, as empresas que foram habilitadas para participar permanecer no processo licitatório para implantação do trecho Conselheiro Nébias – Valongo do VLT da Baixada Santista, considerado na publicação como “Prioritário”.

Foram habilidades a construtora “Queiroz Galvão” e os consórcios “TTE” (VLT – Formado pelas empresas Trail, Terracom e Engefel) e “Conselheiro Nébias/Valongo” (formado pelas construtoras “Norberto Odebrecht”, “OEC” e “Odebrecht Eng”. Há ainda um prazo de cinco dias para que sejam apresentados recursos contra a habilitação de participação dessas empresas. Todas essas empresas apresentaram suas propostas a alguns meses atrás, as quais tiveram valores retificados em Agosto, conforme a imagem abaixo:

Ações de acompanhamento de desapropriação de imóveis ao longo do trajeto da linha férrea já estão sendo realizadas pela EMTU, junto à associações locais. O trecho Conselheiro Nébias/Valongo, que faz parte da “fase 2” da implantação do VLT, terá 8 km de extensão e 14 estações de embarque. A estimativa é de que com a construção desse trecho o SIM/VLT passe a transportar 70 mil passageiros por dia.

Compartilhe esta notícia: