Governo de São Paulo troca monotrilho da Linha 18 – Bronze por corredor BRT

Governo de São Paulo troca monotrilho da Linha 18 – Bronze por corredor BRT

Foto: Reprodução/Governo de São Paulo

O governador de São Paulo, João Dória Jr., anunciou na manhã desta quarta-feira (03) que um corredor BRT (Bus Rapid Transit), ligando a Estação Tamanduateí à cidade de São Bernardo do Campo, indo até o Paço Municipal, será construído no lugar do monotrilho da Linha 18 – Bronze.

O monotrilho já havia sido licitado pela gestão anterior, do Ex-governador Geraldo Alckmin. Ele teria cerca de 15 km de extensão e seria construído por meio de uma PPP (Parceria Público-Privada), na qual a vencedora da licitação ficaria responsável pela construção, implantação do sistema, aquisição de trens e operação da linha; semelhante ao modelo de negócio escolhido na Linha 6 – Laranja (Brasilândia X São Joaquim).

O Governador alegou que a opção foi pelo BRT devido à seu menor custo de implantação e sua implantação mais rápida (algo que também foi alegado quando optaram pelo monotrilho ^^), no total cerca de R$680 milhões, ante aos R$6 bilhões do monotrilho. O governo também afirma que o corredor terá a capacidade de transportar 340 mil passageiros por dia.

O Anúncio foi feito durante uma entrevista coletiva, na presença de prefeitos de cidades do ABC Paulista, no Palácio dos Bandeirantes. Na mesma ocasião, foi anunciada também a elaboração de projeto da Linha 20 – Rosa, de metrô convencional, que ligará a região do Rudge Ramos à Lapa (projetos inclusive que já existiam, sendo o trecho inicial da Lapa até Moema).

Modal

Estação-Tubo do BRT de Curitiba, com embarque em nível e cobrança na entrada da parada. Foto: Roberta Soares

O BRT é um modelo de transporte que utiliza corredores de ônibus segregados e ônibus articulados em sua operação. Nele, o pagamento da passagem é feito na entrada das paradas, podendo assim o passageiro embarcar em quaisquer das portas do veículo. O embarque é feito em nível, sem necessidade de subir/descer escadas.

A cidade de Curitiba foi pioneira na implantação deste tipo de transporte, sendo inclusive exportado para outros países das Américas e da Europa. Em 2014, segundo o jornal “Gazeta do Povo”, na principal linha da cidade, por exemplo, que transporta passageiros no eixo Norte-Sul, transportava cerca de 170 mil passageiros por dia.

A decisão de substituir o monotrilho por um corredor de ônibus, contudo, é questionável, dada a menor capacidade de transporte deste modal. Embora não seja um BRT, a região conta com o Corredor ABD, gerenciado pela EMTU e operado pela Metra, no qual houve queda na qualidade do serviço, segundo alguns passageiros, além de apresentar indícios de saturação, que resulta inclusive em crescentes falhas.

O Blog “Plamurb” elaborou um texto argumentando a má decisão por parte da gestão estadual, que pode ser lido clicando aqui.

Tem dificuldade em aprender a utilizar as formulas do Excel? Este e-book tem por finalidade ensinar de forma curta e direta como utilizar as principais funções no Microsoft Office Excel. Clique aqui e veja mais detalhes!

Smartphone Motorola Moto G7 Play 32gb a partir de R$770,00 à vista na americanas.com! Clique e saiba mais!

Compartilhe esta notícia:
Allef

Allef

Um comentário em “Governo de São Paulo troca monotrilho da Linha 18 – Bronze por corredor BRT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *