Geraldo Alckmin autoriza abertura de licitação do transporte metropolitano gerenciado pela EMTU na Grande SP


Imagem Ilustrativa. Diogo Moreira/GESP

O Governador Geraldo Alckmin (PSDB) autorizou, na última quinta-feira (14), de acordo com publicação no Diário Oficial, o início do processo licitatório para nova concessão dos ônibus intermunicipais gerenciados pela EMTU/SP,

As empresas vencedoras da licitação ficarão responsáveis pela operação das linhas intermunicipais existentes e que vierem a ser criadas, manutenção da infraestrutura utilizada pela rede de transporte e gerenciamento do sistema de bilhetagem eletrônica, em conjunto com outras empresas vencedoras, além de realizar investimentos inerentes a operação.

Serão admitidas sociedades de empresas, fundos de investimentos e outras pessoas jurídicas, isoladamente ou em consórcios, desde que sejam voltadas a atividades relacionadas ao objeto da concessão (ou seja, transporte de passageiros). Vencerá a empresa (ou empresas) que oferecer(em) maios desconto sobre a tarifa de remuneração paga pela EMTU a elas. Ou seja, ganha quem der mais dinheiro a EMTU em cima de cada tarifa recebida (a grosso modo).

As cinco áreas de operação criadas na ultima licitação, em 2006, foram mantidas. São elas:

Área 1: Cotia, Embu das Artes, Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Juquitiba, São Lourenço da Serra, Vargem Grande Paulista e Taboão da Serra;

Área 2: Barueri, Cajamar, Caieiras, Carapicuíba, Francisco Morato, Franco da Rocha, Itapevi, Jandira, Osasco, Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus;

Área 3: Arujá, Guarulhos, Mairiporã e Santa Isabel;

Área 4: Biritiba-Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis e Suzano;

Área 5: Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul.

O prazo de concessão será de 15 anos.

Compartilhe esta notícia:
Allef

Allef

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.