Prefeito de Caieiras chama de “desserviço” o serviço de ônibus da cidade

Prefeito de Caieiras chama de “desserviço” o serviço de ônibus da cidade

O prefeito de Caieiras, Gilmar Lagoinha, chamou de “desserviço” o serviço atual de ônibus municipais. Ele deu esta declaração durante uma das audiências públicas para uma nova licitação do transporte municipal. Ela ocorreu na Vila dos Pinheiros.

De acordo com o prefeito, o serviço atual ocorre da mesma forma há 30 anos em Caieiras. “A população espera há muitos anos a melhora no transporte público da nossa cidade. Infelizmente essa empresa está aí há 30 anos prestando um ‘desserviço’ à nossa cidade.”, declarou. Ele disse ainda que a melhoria na prestação dos serviços foi sua promessa de campanha.

Durante a audiência, o secretário de assuntos jurídicos, da prefeitura, Edgar Hualker, deu mais detalhes sobre a proposta da prefeitura. Ele classificou o projeto em cinco pontos: Adequar os trajetos, diminuir o tempo de percurso, ampliar o atendimento, integrar as linhas e aumentar o número de ônibus e linhas. De acordo com ele, a prefeitura quer que todas as vias da cidade contem com uma linha. Para isso, ele fala que as linhas passarão por uma rua na ida e por outra na volta, evitando passar pela mesma rua.

Além disso, o secretário diz que o tempo de integração após a nova concessão será de quatro horas. Ou seja, o passageiro poderá transitar em qualquer linha da cidade durante quatro horas pagando apenas uma tarifa. Por fim, ele ressalta que, durante os próximos dois anos, não deve haver aumento no preço da passagem.

“Este é um assunto que não é discutido a 30 anos na cidade. Isso [discutir o assunto] me deixa muito feliz”, disse o prefeito de Caieiras, concluindo.

Fique por dentro!

Já conhece todos os canais do portal Linhas Metropolitanas? Não? Então, saiba que nossa rede se estende pelo Facebook, Twitter, Instagram e YouTube! Clique/toque aqui e siga-nos nas redes sociais!

Compartilhe esta notícia:
Allef

Allef

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *