CET Santos diz que via não será fechada para obra do VLT

CET Santos diz que via não será fechada para obra do VLT

A CET Santos tranquilizou moradores e comerciantes da Encruzilhada quanto às obras da segunda fase do VLT da Baixada Santista, coordenadas pela EMTU. A preocupação dos locais era de que a obra interditasse a Rua Luiz de Camões completamente por tempo indeterminado, enquanto elas durassem). Membros da administração municipal realizaram uma reunião na última semana para esclarecimentos.

Os munícipes estavam angustiados com a possibilidade de que não houvesse passagem alguma na via; o que; eventualmente, poderia significar em baixa de clientes. Além disso, segundo eles, a obra poderia dificultar o acesso a lotes residenciais lindeiros.

Participaram do encontro a vereadora Audrey Kleys, o presidente da CET Santos, Antônio Carlos Gonçalves, bem como o secretário de governo, Flávio Jordão. Eles garantiram a participação do projeto antes e depois que as obras começarem, com sugestões para minimizar os impactos.

“Com base nos outros pontos da cidade, a obra só será liberada quando a EMTU demonstrar que está estruturada para cumprir o prazo determinado.”, comentou a Kleys enquanto acontecia a reunião. Inicialmente, os trabalhos na Rua Luiz de Camões devem começar no final deste ano/início de 2022. Eles devem fazer parte da ultima etapa de implantação da segunda fase do VLT.

Sobre o VLT

De acordo com a EMTU, o segundo trecho do VLT em Santos terá 8km de extensão. Ele contará também com 14 estações, duas pontes sobre o canal 1 e quatro subestações de energia. Ele terá a capacidade de transportar 35 mil passageiros por dia.

CET Santos

TAGS: CET Santos. – VLT, – VLT Baixada Santista. – EMTU. – VLT Santos. – Audrey Kleys. – Encruzilhada.

Compartilhe esta notícia:
Allef

Allef

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.