Greve em empresa de São Roque completa 17 dias


A paralisação nas linhas da Viação São Roque, que liga a cidade de mesmo nome à Mairinque, Ibiúna e Alumínio, completou 17 dias nesta segunda-feira (07).

Os empregados decidiram, no dia 18 de setembro, paralisar as atividades caso a empresa não atendesse as reivindicações da categoria. Segundo eles, a empresa não está pagando no prazo os salários e de benefícios (como férias, vale-refeição, verbas rescisórias, cesta básica e participação nos resultados), além de não recolher corretamente o FGTS e INSS, o que motivou o início da paralisação das atividades após várias tentativas de acordo.

Hoje, segundo o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba, os trabalhadores rejeitaram uma proposta de parcelamento do pagamento do ticket refeição, férias e participação nos lucros e resultados (PLR) decidindo pela permanência da greve.

A empresa havia proposto, em audiência no dia 3 de outubro realizada no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª região, em Campinas, o pagamento da PLR e das férias em 10 parcelas, a partir do mês de novembro. Também foi oferecido o pagamento do ticket refeição de setembro no dia 15 deste mês e o pagamento do ticket de outubro no dia 30.

Segundo o Sindicato, os trabalhadores têm receio de acatar as propostas oferecidas devido ao histórico de descumprimento da viação. Em Maio deste ano, por exemplo, tinha sido acordado o pagamento de férias, PLR, FGTS e INSS atrasados, mas a empresa não cumpriu.

“Os trabalhadores perderam a confiança na empresa porque a mesma não cumpre com o que assina, mesmo com o que assina perante a Justiça. Esse é o motivo real deste impasse. Que segurança a empresa pode dar aos trabalhadores de que realmente irá pagar esses direitos e que não irá atrasar mais nenhum pagamento?”, disse Adalberto Carvalho, diretor do sindicato. Uma nova audiência está marcada para a próxima quinta-feira (10).

Segundo a EMTU, a Viação São Roque está operando com cinco ônibus nesta segunda, distribuídos mas linhas 6214, 6215, 6216 (essas três Mairinque X São Roque) , 6218 (São Roque x Ibiuna) e 6219 (São Roque x Alumínio). A EMTU diz ainda que está aplicando multas pelas viagens que não estão sendo realizadas neste período.

O órgão estadual conseguiu na justiça uma liminar para que 70% da frota seja mantida na rua nos horários de pico e 40% nos demais horários, sob pena de multa diária em caso de descumprimento.

Compartilhe esta notícia: