Vereadores se opõem a retirada de cobradores de ônibus em Osasco

Vereadores se opõem a retirada de cobradores de ônibus em Osasco

A Câmara Municipal de Osasco, na Grande São Paulo, se opôs à retirada de cobradores de ônibus na cidade. Eles aprovaram uma moção de repúdio, na última terça-feira, criticando a medida que viria a ser adotada pelas empresas operadoras do município.

O vereador Pelé Cândida, autor do documento, em uma fala no plenário da Câmara, argumentou que, uma vez que é proibido dirigir e falar ao telefone, também não deveria ser permitido dirigir e cobrar as passagens.

Ele comentou ainda sobre o fechamento dos postos de trabalho o setor, lembrando o período de pandemia pelo qual o país passa. “Antes de entrar na modernidade, precisamos saber para onde vai esse povo”, disse.

A função de cobrador tem sido eliminada pelas empresas operadoras de ônibus em diversas cidades do estado de São Paulo ao longo dos últimos anos. Diversas companhias que operam linhas da EMTU nas quais há apenas um valor de tarifa já não contam mais com o posto na maioria de suas linhas. Segundo algumas delas, a retirada dos cobradores de ônibus é gradual, e os profissionais são capacitados para exercerem outras funções, como a de motorista.

Na região de Osasco, no entanto, a figura do cobrador ainda é presente em diversas ligações intermunicipais, embora sua participação no transporte da região tenha diminuído.


Já conhece todos os canais do portal Linhas Metropolitanas? Nossa rede se estende pelo Facebook, Twitter, Instagram e YouTube! Clique/toque aqui e siga-nos nas redes sociais!

Retirada cobradores de ônibus
Compartilhe esta notícia:
Allef

Allef

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.