Governo assina contrato para continuidade de obras do VLT

Governo assina contrato para continuidade de obras do VLT

Imagem: Divulgação/EMTU


O governador de São Paulo, João Dória, assinou na tarde desta segunda-feira (06) o contrato para continuidade das obras do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) da Baixada Santista. Atualmente, a linha opera entre as estações Porto, em Santos, e Barreiros, em São Vicente. A nova etapa, em Santos, ligará a Av. Conselheiro Nébias à região do Valongo.

Essa fase envolve a construção de 14 estações ao longo das ruas Campos Mello, Doutor Cochrane, João Pessoa, Visconde de São Leopoldo, São Bento, Amador Bueno, Constituição, Luiz de Camões e da Avenida Conselheiro Nébias. Terminadas as obras, o VLT contará com 27 quilômetros de trilhos, já considerando o trecho existente, que devem transportar 95 mil pessoas mensalmente.

Segundo o governo, a expectativa é de que o novo trecho acrescente cerca de 35 mil pessoa por mês ao sistema. O investimento deve ficar na casa dos R$217 milhões. Pelo contrato, a construtora Queiroz Galvão tem até o final do mês de Julho para iniciar as obras, que têm previsão de conclusão de 30 meses.

“Essa é mais uma conquista importante para a baixada santista. Com as diretrizes do Governador João Dória, seguimos cumprindo os objetivos de facilitar a vida dos moradores da região. Serão 35 mil pessoas que contarão com transporte seguro e eficiente. É mais qualidade de vida para quem precisa”, disse o secretário de transportes metropolitanos, Alexandre Baldy, que esteve presente em um almoço no Palácio dos Bandeirantes, junto a outras autoridades, como o próprio governador e o prefeito de Santos, Paulo Barbosa.

Linha azul: Trecho que será implantado. Imagem: Divulgação/EMTU

Compartilhe esta notícia:
Allef

Allef

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.