Presidente da Câmara de Sumaré reclama de troca de cartões de ônibus intermunicipais

Foto: Divulgação/Câmara de Sumaré

O presidente da Câmara de Sumaré, Vereador Willian Souza, durante sessão ordinária na casa, apresentou um requerimento para a prefeitura e para a Viação Ouro Verde, solicitando informações sobre a mudança na forma como são cobradas as passagens nos ônibus municipais e intermunicipais.

O documento foi aprovado em plenário com 19 votos. “Este requerimento é de extrema importância, porque a empresa Ouro Verde decidiu, em um acordo com a EMTU, simplesmente não permitir mais que o cartão intermunicipal tenha validade em nosso município. A população terá que ter dois cartões, um municipal e um intermunicipal. Sumaré não possui ilha de transferência da EMTU, não tem corredores metropolitanos e, além disso, segundo informações da SEMUR (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Rural), o setor não foi informado sobre a mudança. A EMTU precisa respeitar essa cidade. Aqui não é o pátio da garagem da Ouro Verde”, disse o parlamentar. Ele questiona ainda o porquê de a empresa não ter feito a transferência de cartões antigos para os atuais.

No dia 24 de Junho, a EMTU oficializou o Cartão Bus+ como meio de pagamento eletrônico para todas as linhas intermunicipais da Região Metropolitana de Campinas. Por enquanto, os antigos cartões utilizados nos ônibus, nas modalidades Comum, Vale-transporte e Escolar Meia-tarifa, podem ser utilizados até o dia 31 de Dezembro, mas sem possibilidade de realização de novas recargas.

Diante disso, no final de Setembro, o prefeito de Monte Mor, Tiago Assis, anunciou que os ônibus municipais da cidade passariam a aceitar o novo cartão em até 60 dias. Ele alegou que a decisão foi tomada para não prejudicar os passageiros que utilizam tanto o transporte municipal quanto o metropolitano e fazem integração entre eles (algo que também pode ser pensado para Sumaré, para eliminar a necessidade de se utilizar dois cartões).

Compartilhe esta notícia:
Tagged: